A miséria não é fado. Outro caminho é possível.

1/ Portugal é um dos países do Mundo com menor crescimento económico nos últimos 20 anos. Neste período foi ultrapassado por vários países da Europa, incluindo alguns que pouco tempo antes eram bastante mais pobres.

2/ As consequências do fraco crescimento económico e do excesso de despesa pública resultaram numa situação de quase falência do estado e da permanente necessidade de austeridade.

3/ Ao contrário do que nos querem fazer acreditar, Portugal continua numa situação de austeridade, com recursos escassos e um crescimento pobre apesar do bom momento da economia internacional.

4/ A austeridade não acabou, simplesmente acontece noutros lados. Recuperam-se salários e carreiras da função pública, sacrificando o investimento público. Desce-se um imposto, mas aumenta-se outro.

5/ Abandona-se a austeridade e implementa-se a neoausteridade. A única forma de sair desta situação é com reformas económicas profundas que façam Portugal descolar da estagnação económica.

6/ A Iniciativa Liberal defende um choque de liberalização da economia, aumento da competitividade fiscal e descentralização que tornem os serviços públicos mais eficientes, libertando recursos para a economia privada.

7/ Só abandonando o modelo económico socialista dos últimos 20 anos, o país conseguirá crescer e sair da situação de permanente austeridade em que vive e continuará a viver. #JuntosSomosAlternativa #PortugalMaisLiberal

Nota adicional: os números apresentados no gráfico referem-se ao crescimento do PIB real. Fonte dos dados: https://stats.oecd.org/index.aspx?DataSetCode=PDB_LV#