Iniciativa Liberal vai a votos
nas Eleições Regionais dos Açores em Outubro de 2020

Nuno Barata será cabeça de lista pelo círculo de São Miguel
e José Luís Parreira pelo círculo da Terceira

 

O partido INICIATIVA LIBERAL vai concorrer às Eleições Regionais de Outubro próximo nos Açores, com listas em vários círculos de Ilha e no Círculo Regional de Compensação.

Nuno Barata, gestor portuário de profissão, será o cabeça de lista pelo círculo eleitoral de São Miguel e também pelo círculo de compensação, enquanto José Luís Parreira, estudante de Engenharia Aeroespacial, encabeçará a Lista pelo círculo da Terceira e será número dois da lista no círculo de compensação

O partido Iniciativa Liberal apresenta-se às Eleições Regionais dos Açores com a motivação de libertar os Açorianos da asfixia de 24 anos de poder monopartidário e das políticas estatistas que têm condenado os Açores aos piores lugares nos rankings europeus da pobreza, do desemprego, do rendimento médio das famílias, da educação e da assistência na Doença.

Não é com socialismo que se gera prosperidade, mas sim libertando a política, a economia e a sociedade, e limitando o poder político à suas funções legítimas. Os Açores e os Açorianos nunca gozarão os benefícios de uma sociedade livre enquanto persistir um sistema dirigista e de proteção a interesses instalados.

Por isso, a Iniciativa Liberal afirma:

  • Vamos libertar os Açores deste estado de “dependentes da vontade arbitrária de terceiros” no acesso a serviços públicos de primeira necessidade. Acreditamos que com mais concorrência e mais autonomia para as escolas, hospitais, energia, transportes, comunicações e empreendedorismo, os cidadãos poderão escolher livremente o melhor para si.
  • Vamos libertar os Açores e os Açorianos de serem contribuintes forçados de projetos megalómanos, pensados por poucos e sem garantias de serem a melhor solução.
  • Vamos libertar os Açores e os Açorianos de serem “proprietários” de empresas públicas monopolistas que não têm qualquer incentivo a operar melhor e servir melhor a população. Podemos adotar outras soluções nos transportes aéreos e marítimos. Por exemplo, implementar livre concorrência, com empresas privadas a competirem nas rotas mais lucrativas, ou a concorrerem pela concessão das rotas menos lucrativas e onde importa garantir o serviço público.
  • Vamos libertar os Açores e os Açorianos, apresentando alternativas àquelas que têm sido as propostas do socialismo. Todos temos o dever cívico de ler, pensar e tentar compreender as alternativas que existem, para não acreditar em preconceitos e mitos. Muitas das medidas socialistas acabam por promover fins que não faziam parte da intenção original e até mesmo o seu contrário.

Estas são as linhas orientadoras do que pretendemos demonstrar nos próximos meses, afirmando uma alternativa aos 24 anos de socialismo nos Açores. É esta a nossa motivação.

Mas também queremos libertar os Açores e os Açorianos de uma oposição inexistente e que não se diferencia, que apenas propõe mais do mesmo, o que só pode ter o resultado que já todos conhecemos.

A Iniciativa Liberal é um partido novo, coerente e com boas soluções. E por acreditarmos que, nos Açores, todos os votos de todas as ilhas contam, dizemos “presentes” e desafiamos os Açorianos a também estarem presentes para afirmar a necessidade de mudança e evolução dos Açores, não ficando em casa desta vez. O vosso voto pode fazer a diferença entre os que são todos iguais e os que não têm complexos de se assumirem como diferentes. Um único deputado liberal fará toda a diferença.

O movimento autonómico tem um valiosíssimo legado liberal. Na verdade, foi com as lutas liberais de finais do século XVIII e do século XIX que nasceu o primeiro movimento autonómico nos Açores e foi também no seio da ala liberal que esse mesmo movimento se refundou com o advento da democracia em 1974.

Também nesta matéria não aceitamos que nos imponham soluções que não sirvam os Açores e os Açorianos. Não nos resignamos à autonomia que nos deixam ter e lutaremos pela autonomia que merecemos ter. Uma autonomia que nos garanta que temos controlo sobre os nossos recursos, e com eles sabemos viver responsavelmente, sem depender de aprovações administrativas e favores políticos de terceiros. Uma Autonomia que defende mais poder e mais liberdade para o Povo Açoriano. Uma verdadeira Autonomia política, económica e social. Políticas simplistas e populares talvez ganhem eleições, mas só políticas corajosas e reformistas criam a Riqueza das Nações e a prosperidade das Regiões.

 

Nuno Barata

Nuno Barata, 54 Anos, casado, pai de 3 filhos, licenciado em Estudos Europeus e Política Internacional. Participa ativamente na imprensa, rádio e televisão regionais, blogs e redes sociais, sendo autor de inúmeros artigos sobre a temática do Terrorismo.

Cidadão ativo, ganhou o epiteto de “irrequieto cidadão”, já pertenceu e dirigiu várias associações desportivas e cívicas, nomeadamente na área das artes. Gestor Portuário de profissão e agricultor por vocação desempenha neste momento as funções de Diretor de Comunicação e Marketing da Portos dos Açores, SA. e gere uma pequena exploração agrícola familiar.

Já desempenhou diversas funções políticas. Foi Deputado Regional na única legislatura em que os Açores conheceram a liberdade, por ter existido uma maioria relativa. Foi Deputado Municipal em Ponta Delgada.

José Luís Parreira

José Luís Parreira, 20 anos, estudante de Mestrado Integrado em Engenharia Aeroespacial no Instituto Superior Técnico em Lisboa.

Participou na sessão nacional do parlamento dos Jovens como deputado e porta-voz do círculo dos Açores em 2014 e 2017, e numa sessão euroscola no Parlamento Europeu em Estrasburgo em Janeiro de 2017, onde foi membro da comissão “O Futuro da União”. Foi Presidente da Associação de estudantes da Escola Secundária Jerónimo Emiliano de Andrade em 2017.

No fim dos estudos, deseja regressar aos Açores, terra do seu coração, para onde volta sempre que pode. Quando na Terceira é um jovem como tantos outros, que se levanta de madrugada para ordenhar vacas; como jovem contemporâneo sente a necessidade de participar ativamente na mudança política que os Açores precisam. Acredita no liberalismo como filosofia política e social, e defende a necessidade das ideias liberais para corrigir o rumo da Região, para que um dia os jovens da sua idade, que procuram formação fora, possam regressar aos Açores para aqui desenvolverem a sua vida e atividade profissional.

 

Iniciativa Liberal / Açores

Sobre a Iniciativa Liberal

O partido INICIATIVA LIBERAL é o partido liberal de Portugal. A Iniciativa Liberal (IL) tem a sua génese em setembro de 2016, com a criação da Associação Iniciativa Liberal. Em 26 de novembro de 2017 realiza-se a Convenção Fundadora do partido político Iniciativa Liberal, sendo formalizado o seu registo perante o Tribunal Constitucional no mês seguinte. A Iniciativa Liberal apresentou-se pela primeira vez a eleições nas Eleições Europeias em maio de 2019. Em setembro, concorreu às Eleições Regionais da Madeira. Em outubro, participou nas Eleições Legislativas e elegeu um deputado à Assembleia da República, João Cotrim Figueiredo. A Iniciativa Liberal concorrerá às Eleições Regionais dos Açores em Outubro de 2020.

Acompanhe a Iniciativa Liberal pelo website, Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn, YouTube.
Para receber os nossos melhores conteúdos no Whatsapp – enviar SUBSCREVER para 920 563 111

Para mais informações, contacte: media@liberal.pt

Recebe os nossos melhores conteúdos no Whatsapp - Envia SUBSCREVER para 920 563 111

Recebe os nossos melhores conteúdos no Whatsapp
Envia SUBSCREVER para 920 563 111

INICIATIVA LIBERAL no Whatsapp
Envia SUBSCREVER para 920 563 111