A Estónia viveu sob o jugo do comunismo durante 52 anos. Quando declarou independêndia, em 1992, era um dos países mais pobres da Europa, com pouco mais de um terço do PIB per capita português. A Estónia viveu sob o jugo do comunismo durante 52 anos. Quando declarou independêndia, em 1992, era um dos países mais pobres da Europa, com pouco mais de um terço do PIB per capita português. Desde esse período operou reformas estruturais no país, quase sempre por governos liberais ou de inspiração liberal. Conseguiu também aproveitar da melhor forma a entrada na União Europeia tendo mesmo ultrapassado economicamente Portugal. Graças às políticas liberais que seguiu, conseguiu em poucos anos livrar-se da miserável herança comunista e crescer de forma notável. Se o liberalismo foi capaz de transformar a Estónia ex-comunista também será capaz de o fazer por Portugal. #JuntosSomosAlternativa