O partido Iniciativa Liberal (IL) acusou hoje o Bloco de Esquerda de tentar “politizar” a comunicação social, colocando-a sobre o domínio do estado e retirando-lhe “a independência que resta aos canais”.

“O partido Iniciativa Liberal condena as repetidas tentativas por parte do Bloco de Esquerda de politizar a comunicação social, colocá-la sob domínio do estado e retirar a independência que resta aos canais públicos de televisão”, lê-se num comunicado.

O IL lembra que bloquistas começaram por propor, em fevereiro, que “todos os meios de comunicação social fossem financiados pelo estado, colocando-os na dependência de governos e partidos políticos”.

Já em março, refere o Iniciativa Liberal, o Bloco de Esquerda (BE) “voltou à carga”, apresentando uma proposta de lei que transferia para a Assembleia da República o poder de nomear o presidente do Conselho de Administração da RTP.

Para o Iniciativa “colocar a comunicação social sob tutela dos partidos políticos é um atentado ao funcionamento do sistema democrático”, considerando que uma imprensa livre e independente é fundamental à democracia.

“Recentemente, o partido irmão do Bloco de Esquerda tomou controlo da televisão pública espanhola em troco de apoio político ao governo socialista. Seria importante que o mesmo não viesse a acontecer em Portugal”, sublinha o IL em comunicado.

DIÁRIO DE NOTÍCIAS, 18 de Março de 2019