Comunismo, socialismo, fascismo e autoritarismo: os inimigos da liberdade são inimigos das mulheres. O socialismo, por outro lado, é responsável pelos casos mais conhecidos de empobrecimento. Um pouco por todo o Mundo, o socialismo trouxe miséria e pobreza que afectou desproporcionalmente as mulheres.

  1. No Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres é importante não esquecer que as mulheres são desproporcionalmente afectadas pela pobreza.
  2. Refugiadas venezuelanas outrora de classe média são obrigadas a abdicar da sua autodeterminação sexual para sobreviverem. Mulheres grávidas obrigadas a saírem do país para terem os cuidados necessários.
  3. As mulheres norte-coreanas são também recorrentemente violadas em resultado do desequilíbrio de poder entre indivíduo e estado que fazem com que a sua sobrevivência dependa de alguns funcionários do estado que lhes podem exigir qualquer coisa em troca.
  4. Qualquer país com um estado forte e autoritário terá o poder de subjugar os mais fracos, onde muitas vezes se incluem as mulheres. Os casos da Rússia e da Arábia Saudita são exemplos disso.
  5. A liberdade económica permite a prosperidade que garante às mulheres a capacidade de emancipação e autodeterminação sexual que são forçadas a abdicar em situações de pobreza extrema. Sem liberdade económica, sem mercado de trabalho aberto e dinâmico, as mulheres estão muito mais vulneráveis à opressão da sociedade e à violência doméstica por não terem alternativa.
  6. Juntamente com a liberdade económica, a liberdade política e social permitem que as mulheres escapem à violência de estado, da comunidade, do lar. Regimes políticos que não estimulam essas liberdades potenciam a opressão das mulheres.
  7. A Iniciativa Liberal defende a liberdade económica, política e social. Em nome das mulheres. Em nome de todos.

 

Iniciativa Liberal

Faz parte de um projeto que reforça os valores liberais essenciais para o progresso de Portugal


Pin It on Pinterest